Fechar
Metadados

Tipo da ReferênciaReport
Repositóriosid.inpe.br/sergio/2004/10.04.09.57
Metadadossid.inpe.br/sergio/2004/10.04.09.57.42
Sitemtc-m12.sid.inpe.br
Número do RelatórioINPE-11421-RPQ/762
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Chave de CitaçãoRudorffBerMorDuaRos:2004:AnSa20
Autor1 Rudorff, Bernardo Friedrich Theodor
2 Berka, Luciana Miura Sugawara
3 Moreira, Mauricio Alves
4 Duarte, Valdete
5 Rosa, Viviane Gomes Cardoso
Identificador de Curriculo1 8JMKD3MGP5W/3C9JGKP
2
3 8JMKD3MGP5W/3C9JHT4
4 8JMKD3MGP5W/3C9JJAU
Grupo1 DSR-INPE-MCT-BR
2 DSR-INPE-MCT-BR
3 DSR-INPE-MCT-BR
4 DSR-INPE-MCT-BR
5 DSR-INPE-MCT-BR
TítuloEstimativa de área plantada com cana-de-açúcar em municípios do estado de São Paulo por meio de imagens de satélites e técnicas de geoprocessamento: ano safra 2004/2005
Ano2004
InstituçãoInstituto Nacional de Pesquisas Espaciais
CidadeSão José dos Campos
Palavras-ChaveAGRICULTURA, estimativa de área, imagens multitemporais, interpretação visual, cana de açúcar.
ResumoA disponibilidade de informações confiáveis sobre a produção de culturas agrícolas, principalmente daquelas de maior importância econômica no mercado nacional e internacional, é relevante para os vários setores envolvidos no agronegócio. Uma alternativa que parece ser viável para o fornecimento dessas informações é o emprego das técnicas de sensoriamento remoto, que permitem analisar imagens da superfície terrestre adquiridas por meio de sensores a bordo de satélites. O primeiro grande programa de aquisição sistemática de imagens de sensoriamento remoto, para observação dos recursos terrestres sobre todo o globo, teve início no começo da década de 70 do século passado através do programa norte-americano denominado Landsat. Em 1973, o Brasil foi o segundo país, fora os Estados Unidos da América, a se tornar capacitado tecnicamente para adquirir as imagens do sensor MSS (Multispectral Scanner) a bordo do satélite Landsat. A partir de 1984, o satélite Landsat passou a ter a bordo o sensor TM (Thematic Mapper) que continua em operação até hoje. Esse sistema sensor gera imagens com resolução espacial de 30 x 30 m, em 6 diferentes faixas de comprimento de onda, localizadas nas regiões espectrais do visível, do infravermelho próximo e do infravermelho médio do espectro eletromagnético. A cada 16 dias todo globo terrestre é imageado pelo Landsat-TM e o Brasil, por meio de uma antena de recepção situada em Cuiabá, MT, capta as imagens sobre todo território brasileiro. Além dos Estados Unidos, países como a França, a Índia, a China, o Brasil, a Argentina entre muitos outros, investiram na área espacial para terem seus próprios satélites de sensoriamento remoto para observação dos recursos terrestres. O Brasil mantém um programa de cooperação técnico-científico com a China, por meio do qual já foram lançados dois satélites de sensoriamento remoto. O primeiro, o CBERS-1 (China-Brazil Earth Resources Satellite) foi lançado 19 de outubro de 1999 e operou até o final de 2003. O segundo, o CBERS-2 foi lançado em 21 de outubro de 2003 e suas imagens tem sido utilizadas em diversas áreas de aplicação do sensoriamento remoto. A principal limitação do emprego de imagens de sensoriamento remoto para aplicações em agricultura é, sem dúvida, a disponibilidade de imagens livre de cobertura de nuvens. Uma situação de contorno para esse problema é aumentar o número de satélites, para imagear a mesma área agrícola em períodos mais curtos. Nesse aspecto, acredita-se que a utilização conjunta de imagens do Landsat e do CBERS será de extrema valia para mapeamento de culturas agrícolas, principalmente, as culturas de verão ou mesmo a cana-de-açúcar, que deve ser monitorada o ano todo. Apesar do avanço tecnológico na área da informática e a consolidação, por mais de três décadas, do potencial dessas imagens para monitorar e mapear áreas agrícolas, Pino (2001) comenta que os órgãos oficiais ainda não se beneficiam plenamente das imagens de sensoriamento remoto e continuam utilizando métodos subjetivos para estimar a produção agrícola. A indisponibilidade de métodos operacionais que utilizem as imagens de sensoriamento remoto, a fim de estimar a área plantada em grandes regiões, é certamente o principal fator inibidor do uso dessa tecnologia como ferramenta auxiliar na melhoria das estimativas de safras agrícolas. Em 2003, foi iniciado um projeto no INPE, em conjunto com a UNICA (União da Agroindústria Canavieira de São Paulo) e o CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), para avaliar do uso de imagens de sensoriamento remoto e os avanços metodológicos de classificação de imagens de satélite, no mapeamento e na estimativa da área plantada com a cultura da cana em todo estado de São Paulo, ao longo de cinco anos safra. No primeiro ano safra foi possível adquirir imagens do Landsat para todo estado de São Paulo, em quatro datas de passagem do satélite, em períodos específicos dentro do ciclo da cultura que permitiram identificar e mapear com precisão a área da cultura da cana no ano safra 2003/04. Para esse ano safra foi possível realizar o mapeamento da cana em três classes, ou seja: cana para moagem, área de cana em expansão e área de cana em reforma, cujos resultados podem se vistos em Rudorff et al. (2004). O presente trabalho relata as atividades de mapeamento e estimativa de área de cana referente à safra 2004/05, tendo como base o resultado do mapeamento do ano safra anterior (2003/04), o qual foi atualizado em função das alterações ocorridas na área canavieira por reforma e retração.
Número de Páginas54
Idiomapt
TipoRPQ
DivulgaçãoNTRSNASA, BNDEPOSITOLEGAL.
AreaSRE
ProjetoSensoriamento Remoto Aplicado à Agricultura
Tamanho5180 KiB
Número de Arquivos111
Arquivo Alvopaginadeacesso.html
Última Atualização2004:10.06.03.00.00 sid.inpe.br/banon/2001/04.06.10.52 administrator
Última Atualização dos Metadados2018:06.05.00.40.52 sid.inpe.br/banon/2001/04.06.10.52 administrator {D 2004}
Estágio do Documentoconcluido
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
e-Mail (login)marciana
Grupo de Usuáriosadministrator
jefferson
Detentor da CópiaSID/SCD
Visibilidadeshown
Transferível1
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/banon/2001/04.06.10.52
Estágio do Documentojefferson
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ER446E
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Histórico2006-07-20 15:00:01 :: jefferson -> administrator ::
2006-09-03 22:19:41 :: administrator -> jefferson ::
2010-07-07 19:07:11 :: jefferson -> administrator ::
2018-06-05 00:40:52 :: administrator -> marciana :: 2004
Campos Vaziosaffiliation archivingpolicy archivist callnumber contenttype copyright creatorhistory date descriptionlevel doi e-mailaddress edition electronicmailaddress format isbn issn label lineage mark mirrorrepository nextedition notes orcid parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress readergroup readpermission rightsholder secondarydate secondarykey secondarymark secondarytype session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype translator url versiontype
Data de Acesso23 nov. 2020
atualizar 

Fechar